Allfabetização

Este postal é - creio - uma fotografia retirada dum dos dois filmes que há dias vi sobre as campanhas de alfabetização, as tais em que eu gostaria de ter participado em Agosto último se ... Esta cena do filme era comovente: uma mulher que até aí não sabia comunicar por escrito, conseguir fazê-lo. A procura das sílabas, o gesto hesitante, o voltar atrás para corrigir ou desenhar melhor a letra !!! Deve ser bestial um tipo descobrir que sabe ler, não achas? (1974)

Escrevivendo e Photoandando

No verão de 1996 resolvi não ir de férias. Não tinha companhia nem dinheiro e não me apetecia ir para o Mindelo. "Fechado" em Setúbal, resolvi escrever um livro de viagens a partir dos meus postais ilustrados que reavera, escritos sobretudo para casa em Luanda ou para a mãe do Rui e da Susana. Finda esta tarefa, o tempo ainda disponível levou me a ler as cartas que reavera [à família] ou estavam em computador e rascunhos ou "abandonos" de outras para recolher mais material, quer para o livro de viagens, quer para outros, com diferente temática.

.

Depois, qual trabalho de Sísifo ou pena de Prometeu, a tarefa foi-se desenvolvendo, pois havia terras onde estivera e que não figuravam na minha produção epistolar. Vai daí, passei a pente fino as minhas fotografias e vários recorte, folhetos e livros de "viagens", para relembrar e assim escrever novas notas. Deste modo o meu "livro" foi crescendo, página sobre página. Pelas minhas fotografias descobri terras onde estivera e juraria a pés juntos que não, mas doutras apenas o nome figura na minha memória; o nome e nada mais. Disso dou por vezes conta nas linhas seguintes.

.

Mas não tendo sido os deuses do Olimpo a impor me este trabalho, é chegada a hora de lhe por termo. Doutras viagens darão conta edições refundidas ou novos livros, se para tal houver tempo e paciência.

VN

segunda-feira, 31 de Agosto de 2009

Carta para AMF

Olá, "Marie"

.


Também eu gosto do mar e do sol, que aparecem em muitos dos meus poemas. Durante muitos anos, em Luanda, vivi à beira-mar - era só atravessar a estrada e encontrava a praia, de que fala um poema meu - RAIZES. Como de mim falam o OBRIGADO e a ELEGIA PELA MINHA FAMÍLIA DISPERSA. Mas como adoras cozinhar - eu sou autodidata e lá me vou desenvencilhado, por vezes com invenções culinárias, deixo-te uma RECEITA PARA UMA MENINA CALADA. À tua pergunta se sou feliz deixo uma resposta transcrevendo duas passagens dum dos meus ESCRITOS AO (es)CORRER DA PENA E DO TEMPO:

.

Ontem, que já é anteontem, a Maria do Mar falou sobre a felicidade em contraponto a uma pretensa atitude de infelicidade minha. Não me considero infeliz. Vou vivendo, melhor que muita gente, embora não tão desafogadamente como outros ou do modo que eu preferiria. Diferente da infelicidade é o desencanto pela falta de solidariedade e de humanidade crescentes nesta sociedade em que estamos. E desencanto tenho, por vezes muito, por vezes em demasia. O que não significa que não tenha tido momentos de alegria e serenidade. Alguns deles com ela, apesar de tudo. E talvez parvamente e sem razão eu persiga nela a crença ou a esperança de que teria sido (seria) possível ter sido (ser) feliz com ela, como amigo ou como amador e ser amado. Mas isto só teria resposta se outra fosse a nossa relação. A isso, só a convivência límpida e no dia-a-dia teria dado resposta.

.

Apesar de tudo acredito que é possível as pessoas serem felizes. Por muito breve que seja a felicidade. Porque entendo que os homens e as mulheres não foram feitos para estarem sózinhos ou viverem solitáriamente. Por isso, na breve passagem nossa por este mundo, é preferível, digamos, um ano de felicidade, mesmo que repartida no tempo, a uma vida inteira com medo de perdê-la ou não alcançá-la.

.

Todos temos limitações maiores ou menores, neste ou naquele campo. Preciso é sabermos aprender a viver com as nossas limitações para ultrapassarmos os muros que nos cercam ou querem levantar ou levantamos á nossa volta.

.

Quando estudante de Economia em Lisboa, tinha então vinte anos, frequentei um curso intensivo de inglês. A professora, uma jovem inglesa, a Maureen Baltazar, era alegre, encantadora e todos nós gostávamos muito dela. Mas entretanto ela resolveu regressar a Inglaterra, já não me lembro se por se ter entretanto separado do marido português. E o surpreendente para mim era o desgosto e a ideia expressa nas palavras duma das empregadas da escola pelo facto da Maureen abalar, creio que definitivamente, dizendo que mais valia não a ter conhecido porque assim não teria o desgosto de perdê-la. E surpreendia-me esta atitude, pelo que então lhe contrapuz que o que era importante era termos conhecido e convivido com a Maureen, porque a recordaríamos sempre com alegria e ao tempo em que tínhamos estado com ela, porque era um tempo que tinha valido a pena ter sido vivido!

.

Da felicidade, da liberdade e do amor falam outros poemas meus: FLOR DO MAR, LIBERDADE, NOSTALGIA, O QUE AMO EM TI, TODO O DIA e, finalmente, TU VIRÁS.

.

Espero que digas qualquer coisa e me escrevas.

.

Saudações do

.

Setúbal, 99.01.30 Victor Manuel

.

.

sábado, 29 de Agosto de 2009

Na «Tradição» vale tudo ?

http://gaia.org.pt/sites/default/files/images/NaoTouradas.preview.jpg

.
http://2.bp.blogspot.com/__LPIJ8waOas/SLlJyIZm0xI/AAAAAAAAAZk/Nti4MjuUkJU/s400/touro.terra.jpg

.http://farm1.static.flickr.com/58/184662615_f5f1012174.jpg




As corridas com touros de morte regressam a Barrancos (Beja), como todos os anos, nas tradicionais festas de Agosto, que arrancam dia 28 e terminam 31 de Agosto, atraindo muitos visitantes, portugueses e espanhóis, àquela vila raiana do Alentejo.
.
Victor comenta:
.
Considero que as touradas são sádicas e uma farsa. A «Bravura» dos homens é falsa: os cornos estão boleados, o cavaleiro em cima do cavalo, o touro êxangue, esvaido em sangue, quando entram os «valentes» moços de forcados. É um espectáculo bárbaro, equivalente aos espectáculos no Coliseu de Roma ou às fogueiras da Santa Inquisição ou à produção industrial em série de aves e de porcos, p. exemplo.:-(
Abraços
VM.
.
.

terça-feira, 25 de Agosto de 2009

O início de ... Nós !

Escrevem: "Todos nós começamos como um feixe de ossos perdido em algum ponto no deserto, um esqueleto desmantelado que jaz debaixo da areia. É nossa responsabilidade recuperar suas partes." Clarissa P. Estes
.
.

E do Kant_O comentam:
.

Nops :-)

Todos nós começamos com uma corrida de espermatozóides cujo prémio é o óvulo (salvo se in vitro) e só depois aparecem o feixe de ossos e o espírito :-)

.

Bjo grande do Kant_O, The invisible man (mistura de «cientista» com poesia)

.

.

segunda-feira, 24 de Agosto de 2009

No silêncio ...

* Victor Nogueira
.

No silêncio

deste cinzel baço e crespo

É de pedra o meu sorriso!

Abro o pensamento

E dele escapou o azul cinzento do tempo

Nos meus dedos secaram as fontes

E as aves passam de longe

Em busca de outras marés,

Do cais partem navios

Lentos como este pensar

.
.

1987.07.13 - Setúbal

.

.

domingo, 23 de Agosto de 2009

Houve o maior homem? E as mulheres?

Escrevem: Não cruze os braços diante de uma dificuldade, pois o maior homem do mundo morreu de braços abertos!
.
Victor reflecte:
.

1.) Quem foi o maior homem tem que se lhe diga. E parece-me um pouco misógeno para quem se «encanta» com as mulheres, não falar de qualquer mulher é estranho! Claro que se eu entrasse em graçolas machistas poderia dizer como teria morrido uma das maiores mulheres. Mas como sou pela igualdade do género e pelo respeito mútuo, não entro por aí.

Sem acrimónia, um abraço, se mal não te parecer :-)

.

Victor Manuel -The invisible Man for Men

.

2.) muitos grandes homens, como Gandhi, morreram assassinados. Como Joana d'Arc, em nome da Santa Inquisição, pretensa defensora da doutrina de Cristo. Ghandi e Joana, existiam,Isto para não falar em Galileu ou Leonardo da Vinci ou Olympe de Gourges. Cristo, não se sabe quem verdadeiremante foi em vida

.

.

sábado, 22 de Agosto de 2009

Imagirnações !

O teu silêncio tem a dimensão do Cosmos! É a realidade da vida! Continuação de melhoras, rápidas :-).

Ah! São deliciosos os postes nesta tua Galeria de Comentários. Alguns curiosos e outros excitantes. Eu deixo-te apenas uma flor, aquele em que pensares ou quiseres e que a tua imaginação fotografe ou desenhe e depois me ofereças para o Ao Sabor do Olhar.
.
Bjo com o sabor que lhe quiseres dar.
.
VM - The Invisible Man :-)
.
.

sexta-feira, 21 de Agosto de 2009

O vazio do som

«QUANDO GRITO PARA O VAZIO ESPERO OUVIR A MINHA PALAVRA DE VOLTA...MAS NÃO É ISSO QUE OUÇO....ESCUTO HISTÓRIAS DO PRINCÍPIO DO MUNDO...»
.
.

Victor diz:

8:19

Olá :-)
Na poesia temos a liberdade de metaforicamente ignorar ou «inventar» a realidade. Mas a realidade é que no vazio reina o silencio, o som não se propaga, e que apenas ouvimos o som de volta quando se verificam certas condições para que o eco nos «devolva» com ligeiro atraso aquilo que havíamos «gritado», como imagem reflectida em múltiplos espelhos.
Bjo
Victor Manuel
.
.
.

quinta-feira, 20 de Agosto de 2009

Segurança na Internet?

Iván Rincón diz: 19/Ago 20:31
El estado se cambió a hi5 está cada vez peor.

Iván Rincón diz: 19/Ago 20:32
Mejor nos vemos en Facebook. ¡Nos vamos a Facebook!

EriKa diz: 19/Ago 21:01
Yo por eso migrè al facebook que esta un poquitito menos peor

. 20/Ago 22:12

Faceboook? Orkut? mIRC? MSN ? [Skype] Bah, é tudo igual.

.

Mas a verdade é que rincón nunca contacta comigo! Pk? Na vida há lugar ou deve haver lugar para a luta, para a solidariedade, para o riso, para a camaradagem, para tentarmos convencer os outtos para um Mundo Novo, onde a Humanidade e a Natureza coexistam!

.

E muitos/as dos meus amigoa /as «prestam». Pk és meu amigo, aqui no hi5? Essas tuas generalizações nada têm de revolucionário e portanto está à vontade para me «eliminares».

.

Abraço

Victor Nogueira

neccint.wordpress.com

.

www.espacoacademico.com.br



.
.

Imaginações

Olá, amiga
.

Cheguei há pouco de Lisboa, onde fui com a minha filha Susana, ao IKEA. Não encontrei o que queria, e só comprei molduras para pôr gravuras antiga. Estou muito cansado! Esperei que me escrevesses um postal, daqueles com selo de correio, mas paciência :-)

.

Senti a tua falta. Mas … tu estás longe e eu já tenho muitas desilusões. Às vezes quebram as muralhas que ergo em volta de mim e depois fica um enorme cansaço.

.

Bjo-te com carinho, sem o sabor da proximidade física, do sentir a voz, a pele, o olhar, o sorriso ou a alegria de estar contigo

.

Victor Manuel, simplesmente

.

.


quarta-feira, 19 de Agosto de 2009

Sobre o «papel»

,
* Victor Nogueira
.
.
Eu vi no álbum de recortes um «escrito» que repentinamente sumido. Mas como«isto» está a pregar partidas com uma frequência cada vez maior aqui fica o meu pensamento sobre o «escrito misteriosamente desaparecido»:
.
Bem, eu aqui pareço um elefante numa loja de porcelana :-)
.
Mas ... o sentir-se «papel velho» por causa dos outros é uma atitude pessoal interior. Porque há papéis velhos muito valiosos e papéis novos muito «light» de pronto a ler e deitar fora. Basta passar pelas bancas dos hipermercados. E também há os papéis do teatro, e Ben Jonhson e Shakespeare continuam muito actuais.
.
Bjo para ti :-)

VM
18/Ago/2009 21:42
.
.

terça-feira, 18 de Agosto de 2009

Há sogras e sogras !

Assunto: Claro que sim :-)
Data: 17/Ago 13:03

A minha sogra era a Mariazinha! Era uma grande mulher, muito inteligente, cheia de força, mas aperreada pelo pai que a tirou da Escola qd a viu fazer ginástica de calções no pátio da escola primária e depois pelos filhos que sempre lhe cortaram as asas, com o «parece mal»

.
Depois da Susana nascer teve de passar a viver connosco em Évora e depois em Setúbal, pois eu e a Celeste éramos professores e andávamos sempre de terra em terra. Mas era muito tradicionalista quanto ao que cabia aos homens e às mulheres, entrando em choque com a educação igualitária que eu e a Celeste dávamos ao Rui e à Susana. Todos os dias lia os jornais que eu comprava e seguia atentamente as notícias da TV.

.
Bjo
Victor Manuel

.

.

domingo, 16 de Agosto de 2009

O AMOR É UMA COMPANHIA

* Victor Nogueira
.
.

É bem, uma companhia, o amor

Por alguém já não querer andar sózinho,

Buscando a claridade e o carinho

P'ra noite e dia terem belo valor.

.

De Olimpo a vida ganha outro sabor

Desde que se encontre o bom caminho

Do brocado e mui verdejante linho

Vestindo o mar e o céu de calor.

.

A fera guerra o amor já serena

Fazendo brotar, velha, novas mágoas

Na sempre distante felicidade.

.

Em doce e renovada cantilena

Por vales e montes partindo fráguas,

Com belo engenho, arte e qualidade.

.

1989.09.03 (2)

SETUBAL

.

.

sábado, 15 de Agosto de 2009

O Homo Sapiens é «humano»?


.
Palavras! Palavras ! Quase sempre só palavrinhas. Que interessa tudo isto ? (VN)
.
Acrescentam:

.
"é.mas foi ela (a palavra) k nos libertou de estrita animalidade."
.
Victor comentou:
.
"Há mais animais inteligentes e menos destrutivos e sem desumanidade . A evolução do Homo até ao homo sapiens mostra que este último , com a sua «racionalidade» e arrogância, está na origem duma «civilização» que se tornou auto e hetero destrutiva das espécies e do planeta Terra. Mas questões destas não me parece que interessem muito em «grupos sociais» como o hi5, mas sim leveza quanto baste nem incomode.
.
Abraço
Victor Nogueira
.
.

sexta-feira, 14 de Agosto de 2009

Pangloss, Cândido e Mr. Pickwick

(Very Latest War-Office Version. See Mr. Stanhope's After-Dinner Speech at the Holborn Restaurant (Oct. 17), and Letter in "Times" (Oct. 21) on "Pangloss at the War Office.")
.
Victor escreve: 14/Ago 14:27

,

ahhhhhhhhhhh!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

.

Voltaste ao Pangloss. Mas não ao Sr. Pickwick :-)

.

«Apesar de enfrentar uma série de infortúnios e desventuras, Pangloss afirma veementemente que "Tout est pour le mieux dans le meilleur des mondes possibles" ("É tudo para o melhor no melhor dos mundos possíveis"). O romance encerra com Cândido finalmente contestando o otimismo exposto por Pangloss, dizendo "Il faut cultiver notre jardin" ("É necessário cultivar o nosso jardim").»

.

Bjus e flores :-P

.

do

Kant_O :-)

.


Comentam: 14/Ago 14:36
.
Bolas, que as tuas fotografias nunca acabam!


Victor replica:
14/Ago 16:38

.

Pois ... minhas, minhas, i.e. por digitalizar e de minha autoria, são largos milhares, desde há 43 anos :-)

.

As de minha autoria, e digitalizadas, estão em parte nos álbuns iniciados por VN aqui no hi5 ou no meu blog Kant_O Photomático.

.

Bjus do Kant_O :-)

.

.

quinta-feira, 13 de Agosto de 2009

Quando a cabeça perde o juízo o corpo é que paga ?

Perguntam:
.
13/Ago 2:17
E quando o corpo perde o juízo, a cabeça é que paga. Ai, ai, ai!... Então e que acontece quando, por falta de juízo, perdemos cabeça e corpo?... Isto é uma questão de juízo ou de corpo?... (li o Candice quando tinha 8 anos e já não me lembro)

.
Do Kant_O comentam:
.
13/Ago 10:38

Com a tua voz sedutora e balsâmica, devias voltar a ler o Candide e contá-lo à tua prima. k anda a trocar os pés pelas mãos, como se fora a caminho da guilhotina :-) Sorry, ... rewind and :-(((

.

Oh! Sorri(s)o espírito sem corpo num existe embora haja muitos corpos sem ... espírito: além de certas pessoas, também os livros, que têm os lábios e o entendimento que cada um dos seus leitores lhes dá :-)

.

Ah, Esta é profunda e receio que nem olhem :-)

.

Bjis

VM - The invisible Man

.

.

terça-feira, 11 de Agosto de 2009

A Estrada de Santiago

Formulam : À espera da chuva de meteoritos para pedir um desejo.
.
.
...

do Kant_O comentam:
.
12/Ago 18:58

Uma poalha dourada de pó cintilante e ...

.

«Caminhante, Caminhado se faz o Caminho» ou a Estrada de Santiago. Para quem acredita, Deus ajuda, mas sem uma forcinha da nossa parte ... pouco se alcança!

.

Bjo :-)

Victor Manuel

segunda-feira, 10 de Agosto de 2009

Variações em torno dos quartos

Escrevem
.
passando horas num quarto sem quartos de horas
.
.


Victor comenta: 10/Ago 21:45

Essa é demasiado para a minha «camioneta»

.

Quartos de hora, quartos da lua, quartos da casa, quartos do bolo ou da fruta cujos bocados estão guardados para quem os há-de comer ou saborear, os «quartos» cantos do Mundo. Também há os provérbios populares, estilo: »Quem parte e reparte e não fica com o melhor quarto ou é tolo ou não tem arte»

.

Qualquer dia escrevo um poema sobre as variações em torno dos quartos :-)

.

Bjus aos quartos para reconstituíres o «puzzle»

.

Victor Manuel aka João Baptista Cansado da Guerra :-)

.

.

Ser ou não «apenas» uma mulher

Sou apenas uma mulher.
.

Victor comenta:
.
10/Ago 21:28

Apenas? As mulheres são a maioria e sujeitam-se à opressão da minoria dos homens por cuja «educação» também são responsáveis.

.

No ser «mulher» a embalagem exterior não é mais importante, mas sim o valor e beleza ... interiores. Nem ser Maria-vai-com-as-outras,

.

Bjo

VM

Acréscimos?

Dar é o verbo mais curto da primeira conjugação. Não dar é o mais barato. (Noel Clarasó)
.
Victor acresenta: 10/Ago 18:57

.

Ver, ler, crer, ser, rir, bjar ...

.

Bjo :-)

Victor Manuel

.

.

domingo, 9 de Agosto de 2009

O que é a Felicidade ?


Trancrevem: 8/Ago 22:2

.Justificar completamente
"Façam o favor de ser felizes!" Raul Solnado


Victor comenta: 9/Ago 13:01
.
Pois ... Ser feliz deveria ser um estado natural, não conformista, e o direito à felicidade universalmente respeitado! Mas ... ele há quase sempre no mínimo um mas subacente :-)
Abraço
Victor Manuel

Efemérides - Cultura e Crimes




|


8/Ago 21:34
Alguém escreve: Aplauso na despedida a Raul Solnado. E continuando a lembrar o massacre dos inocentes de há 64 anos, quando os EUA lançaram bombas atómicas sobre Hiroshima e Nagasaki.
.


Victor diz: 9/Ago 10:11

Vi Solnado pela 1ª vez: Angola em férias escolares em Nova Lisboas/Vila Robert Williams [hoje; Huambo/Caala]. Adoro histórias de «non sense dele. Só a sua «presença em palco, a mímica e as variaçõs da voz eram hilariantes, Tenho-las gravadas. Parecia-me um homem bom, de quem tenho uma foto autografada quando eu era adolescente e fazia colecção deles e um autógrafo no respectivo livro.




Vctor diz:
9/Ago 10:13

(continuação)

Via em Évora, no Zip-Zip, uma pedrada no no tempo dos fascismo, onde humor e música contrariavam a moda dominante e provavam com Carlos Cruz e Fialho Gouveia ser possivel juntar larga audiência à inteligência, qualidade e cultura, que a privatização abastardaram a ttoco da alienação:«pão e circo»

.

Tal como a Prata da Casa, A Visita da Cornélia e os primeiros programas de Herman José, antes de se abastardar quando saíu da Televisão Pública, demonstraram ser possível criar programas com participação inteligente, cultural e criativa dos concorrentes sem prejuízo da larga audiência.

.


Victor diz: 9/Ago 10:13

(Conclusão)

.

Creio que neste grupo de amigos só ambos nos lembrámos do Crime contra a Humanidade: o bomardeamento atómico contra um Japão derrotado e rendido aos Aliados - para amedrontar a então URSS e poder «estudar» as consequências sobre estruturas físicas e os seres humanos. Grandes aperfeiçoamentos os EUA fizeram desde então, com a bomba limpa, que desintegra os seres hunanos e mantém as estrutura físicas.

.

Creio que neste grupo de amigos na aua maioria cultos e de «esquerda» só ambos falámos também de Raúl Solnado.

Bjus, amiga

VM

.

sexta-feira, 7 de Agosto de 2009

Mais brilhante que mil sóis ou Livro Negro ?



.

Kant_O_XimPi: Crimes contra a Humanidade (1) - HiroshimaNagasaki e

Kant_O_XimPi: Crimes contra a Humanidade (3) - Hiroshima e Nagasaki

Galeria & Photomaton: 1945: Testada a primeira bomba atômica

Kant_O_XimPi: Paul Tibbets . Morreu piloto que lançou bomba atómica

É Justo ... ?

RE: Este é o respeito do Islão pelas mulheres...

.
.
.

quinta-feira, 6 de Agosto de 2009

Maria da Fonte

RE: A estupidamente mas SEMPRE
Data: 26/Mai/2008 20:32


--- Victor wrote:

Xi, como ela hoje parece Maria da Fonte, cabeça rebelde levantada, cabelos soltos ao vento, mão no quadril, queixo para cima e um olhar trespassante como balas :-)
.
Já passeaste pelos meus blogs?

.
Bjo, «mana»

.
Victor Manuel

.

--- Maria da Fonte wrote:
.
Há quem me chame frustrada... azeda.... amarga....
de crianças faço a minha vida: da minha e das outras.
.
Sinto-me feliz!
.
Quero lá saber se aos 65 estarei demente ou só poderei subir ao 1º andar da escola de elevador?
.
O que sei é que amo. Os predominantemente desprotegidos e carentes da minha escola. Sem me preocupar com mais nada.
.
E luto. E digo. E afirmo.

Não cantarei mas.... :)como a palavra ninguém me pode tirar (por enquanto?) direi, afirmarei, até que a voz me doa e sempre, sempre que o sentir.

.
Abraços.

.

.

De pouco serve ... e Resposta

Victor Nogueira pergunta:
.
.


... mas bjo. Mas ... não te esqueças: quem (des)educa os homens - irmãos, filhos, namorados, companheiros/maridos, são as mulheres, que aceitam (pk?) a escravidão. São mais de metade da humanidade e no entanto ... submetem-se ao pensamento dominante da ... minoria.
.
Já pensaste nisso? A pergunta, de novo: pk? Mas eu sou um ET, teenager.
.
Victor Manuel
.
E respondem-lhe:
.

Porque sou escrava:
queria ser como os sábios e não ter quem me compreendesse, todavia nunca consegui, o amor sempre me levou a melhor, apanhou-me a fraqueza e lá me prendeu. Que são estúpidas as configurações, é verdade. Sou um mar de contradições, mas quem é perfeito?
.
,

quarta-feira, 5 de Agosto de 2009

Gaspacho e Goulash

Gaspacho e Goulash

J :diz:

22/Jul 2:10

O tópico foi alterado para Até qu'enfim me livrei das grelhas. Agora só quero gaspacho com peixe frito.



Kant_O diz:

22/Jul 3:24

Gaspacho ? !!!! .....«Grrrr» como escreve uma certa pessoa. Antes a grelha :-)

bjo VM



J diz:

22/Jul 3:57

Deixa-te de esquisitices! Tás aí na terra dos carrapaus, viveste em Évora, e não aprecias um gaspachinho? Deixa lá que aqui também só eu como. Ainda não aprendi a fazer muamba nem kalulu.



Sonica diz:

22/Jul 11:57

mau maria... GASPACHO É UMA SOPA HÚNGARA...



Kant_o diz:

22/Jul 12:39

(quase) tudo menos gaspacho. Mas podes convidar-me para a moamba :-)



Kant_O diz:

22/Jul 12:46

Pois ... Uma vez vi num filme USA sobre emigrantes portugueses que a pizza era um prato típico de Portugal - Algarve. Mas gaspacho tb é do Alentejo. Tu e a Sonica têm de trocar as receitas. Qto ao kalulu, tens de dizer-me o k é, E vê se tiras o TM da «grelha» pois só ligo e atende o voice-mail.

Bjo VM





Carmo diz:

22/Jul 20:13

E frito é melhor do que na grelha! Vê lá se me convidaste, lol!!!



Sonica diz:

22/Jul 23:31

ai Kant_O, gaspacho no Alentejo... não conheço esse prato lá.
explica-me consiste em que?... No Alentejo só conheço açorda hmmmmmm.... e adoro:)
looooll pizza um prato TIPICO nosso, só nos States loooll.



Kant_O diz:

24/Jul 0:29

Ai Sonica :-)

Procura na internet por gaspacho+alentejo

.

Deixo-te uma receita mas se me quiseres convida pode ser para tudo menos isto;

Receita do chefe António Nobre (para quatro pessoas):
6 tomates maduros; 2 pepinos; 1 pimento vermelho; 1 pimento verde; 1 cebola; 3 dentes de alho; 300 g de pão do dia anterior; água bem fria; azeite extra virgem; vinagre de vinho; orégãos; sal. Azeitonas para acompanhar.
(continua)

r


Kant_O diz:

24/Jul 0:30

(continuação)

Numa tigela, colocar os dentes de alho com um pouco de sal e pisar até ficarem desfeitos. Juntar o azeite extra virgem e o vinagre de vinho e mexer. Juntar o tomate sem peles nem graínhas, o pepino descascado, sem pevides, os pimentos e a cebola, tudo cortado em cubinhos. Adicionar a água bem fresca (o chefe trouxe água do Alentejo!), polvilhar com os orégãos e, se necessário, acrescentar mais sal. Rectificar os temperos a gosto. Cortar o pão em cubos e juntar ao gaspacho na altura de servir.
Nota do chefe: este é um gaspacho pobre, mas para o tornar rico, basta acompanhá-lo com presunto, paio, uvas, carapauzinhos fritos, sardinhas assadas, etc.



J diz:

24/Jul 1:03

:))) A Sonica está a brincar contigo, Kant_O. Quem é que não conhece o gaspacho alentejano? Até os americanos. Eu também o faço como na receita que apresentas, acrescentando cubos de gelo, pra ficar mais fresquinho.

No Algarve há uma variante chamada "Arjamolho" que, consoante as terras, leva ou não pepino e alho. A que a minha primeira sogra fazia trocava o alho por muita cebola picada e era uma delícia por causa dos tomates das hortas.

No Alentejo, o mais vulgar não usa cebola, mas, de facto, ela enriquece bastante o sabor.

Em Beja há outra variante que se chama "vinagrada", porque poupa no azeite e abusa do vinagre.

Creio que a receita é de origem árabe e muito apreciada em toda a Andaluzia.



J diz:

24/Jul 1:10

Acho que a Sonica confundiu gaspacho com goulash, que também é uma delícia, mas quente.

Há muito tempo que não faço, obrigada pela sugestão.



Sonica diz:

24/Jul 10:38

BOM DIA AMIGO... GOULASCH ADORO, MAS AGRADEÇO-TE A RECEITA, MAS NÃO VÁS DAQUI... BEIJOKINHAS SORRIDENTES... OBRIGADA PELO CARINHO:))))




Sonica diz:

24/Jul 10:46

ENTENDI-TE AMIGO... CONFUNDI GASPACHO COM GOULASCH ... LOOOOOLL.

DESCULPA KANT_O SE INCOMODEI-TE, NÃO VOLTARÁ A ACONTECER.

-

-

Também publicado em Ao Sabor do Olhar

.

onde

.

Seja bem-vindo quem vier por bem


.