Allfabetização

Este postal é - creio - uma fotografia retirada dum dos dois filmes que há dias vi sobre as campanhas de alfabetização, as tais em que eu gostaria de ter participado em Agosto último se ... Esta cena do filme era comovente: uma mulher que até aí não sabia comunicar por escrito, conseguir fazê-lo. A procura das sílabas, o gesto hesitante, o voltar atrás para corrigir ou desenhar melhor a letra !!! Deve ser bestial um tipo descobrir que sabe ler, não achas? (1974)

Escrevivendo e Photoandando

No verão de 1996 resolvi não ir de férias. Não tinha companhia nem dinheiro e não me apetecia ir para o Mindelo. "Fechado" em Setúbal, resolvi escrever um livro de viagens a partir dos meus postais ilustrados que reavera, escritos sobretudo para casa em Luanda ou para a mãe do Rui e da Susana. Finda esta tarefa, o tempo ainda disponível levou me a ler as cartas que reavera [à família] ou estavam em computador e rascunhos ou "abandonos" de outras para recolher mais material, quer para o livro de viagens, quer para outros, com diferente temática.

.

Depois, qual trabalho de Sísifo ou pena de Prometeu, a tarefa foi-se desenvolvendo, pois havia terras onde estivera e que não figuravam na minha produção epistolar. Vai daí, passei a pente fino as minhas fotografias e vários recorte, folhetos e livros de "viagens", para relembrar e assim escrever novas notas. Deste modo o meu "livro" foi crescendo, página sobre página. Pelas minhas fotografias descobri terras onde estivera e juraria a pés juntos que não, mas doutras apenas o nome figura na minha memória; o nome e nada mais. Disso dou por vezes conta nas linhas seguintes.

.

Mas não tendo sido os deuses do Olimpo a impor me este trabalho, é chegada a hora de lhe por termo. Doutras viagens darão conta edições refundidas ou novos livros, se para tal houver tempo e paciência.

VN

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Crime scene - do not cross


M - um filme de Fritz Lang (1931)




* Victor Nogueira

Ah, Gostei imenso da série Morse mas também da que narrava a sua entrada para a polícia, Endeavour, que é o seu malfadado nome próprio.Há outra sequela, o Lewis, em que o intelectual é o sargento James Hathaway, ex estudante de Teologia.
Há interessantes séries na FoxCrime, como os Mistérios do Dr Blake com a brilhante interpretação da sua governanta, a Jean Beazley

Mais divertidas ou mais sérias, por vezes salpicadas de humor, algumas destas séries são puro "entretenimento", como as baseadas nos romances de Agatha Christie ou Conan Doyle, mas outras abordam com pertinência questões e problemas sociais ou destacam-se pela extrema violência. Para além dos protagonistas principais outros secundários também se destacam, especialmente os que exercem medicina-legal.

Os cenários variam entre uma Oxford gótica e labiríntica e os espaços campestres e rurais abertos das séries Vera e Shetland, da Nova Iorque dos dias de hoje a Londres oitocentista, das cidades australianas (Miss  Fisher e Dr Blake) até aos bairros degradados de séries como Gomorra mas também em Candice Renoir. ou Gently. sem esquecer a "sofisticação" dos cenários em que se movem a british Miss Marple e o cosmopolita Poirot. Penedias sobre o litoral marítimo e portos são também um cenário recorrente nalgumas destas séries.


inspector chefe Endeavour Morse (John Thaw) e sargento-detective  Robert Lewis (Kevin Whately). Morse, humano.solitário, mas com feitio algo azedo e ácido, frequentou a Universidade de Oxford, faz parte dum grupo coral, aprecia opera e Wagner, com pouca sorte nas suas relações com as mulheres: não poucas vezes "encantando-se" pela que descobre ser a criminosa. Engana-se por vezes nas pistas que segue mas reconhece-lo. 


inspector chefe Fred Thursday (Roger Allam) e sargento-detective Endeavour Morse (Shaun Evans). Thursday combateu na 2ª Guerra Mundial e é um homem humano mas amargo, duma afectividade controlada e com uma vida familiar aparentemente satisfatória. Endeavour entra como polícia mas os seus dotes de observação e a sua cultura levam-no a colaborar com Thursday, apesar da obstinada oposição do comissário. A "protecção" do inspector acaba por vencer e convencer o comissário, e Morse passa a sargento-detective


inspector Robert Lewis (Kevin Whately)  e sargento-detective James Hathaway (Laurence Fox). Nesta série com humor o "intelectual" é o sargento e Lewis não poucas vezes lida com ele com uma sobranceria similar à de Morse para consigo. São recorrentes ao longo da série as bicadas entre os dois detectives Há um fio romanesco ao longo das temporadas, que se vai tecendo em torno de Lewis e da médica patologista,  Laura Hobson (Clare Holman). Entre estes personagens, incluindo a super-intendente-chefe Jean Innocent (Rebecca Front) existe maior cumplicidade e afectividade do que as existentes entre o mais distante e amargo embora afectivo  inspector Morse e quem o rodeava.


 Jean Beazley (Nadine Garner) e Lucien Blake (Craig McLachlan). Este é médico algo tímido que tem consultório clínico e exerce medicina legal em colaboração com a polícia local e situa-se nos anos a seguir à 2ª Guerra Mundial, em que participou. Saborosa e deliciosa a relação entre Blake e a desenvolta Jean, sua assistente e governanta.



sargento-detective John Bachus (Lee Ingleby)  e inspector George Gently  (Martin Shaw). Gently é um rude, amargo mas humano detective que se "refugia" numa cidade de província, coadjuvado por um sargento algo baldas e bastante preconceituoso.


 Reverendo Sidney Chambers (James Norton) e inspector  Geordie Keating (Robson Green). Há uma relação de cumplicidade e de amizade entre o vigário e o detective que se vai estreitando ao longo do tempo, com histórias paralelas aos crimes que procuram desvendar, como os mal resolvidos problemas afectivos entre Chambers e  Amanda Kendall  (Morven Christie).


a inspectora chefe Vera Stanhope (Brenda Blethyn) é workaholic e teve dois sargentos; Joe Ashworth (David Leon) e Aiden Healy (Kenny Doughty). Vera é uma solitária frequentemente irascível para com os seus coadjutores que sofrem tratos de polé com as suas exigências, pois não tem em contas as respectivas vidas e compromissos familiares..


inspector Jack Robinson (Nathan Page) e  Phryne Fisher  (Essie Davis). Nos loucos anos 20, Phryne é uma desenvolta, destemida e ociosa jovem australiana pobre que herdou uma fortuna, educada na Europa e que colabora com o Inspector da Polícia local no desvendar de crimes. Tal como em Blake aqui também há um enredo amoroso que se desenvolve entre Miss Fisher e o tímido e conservador Inspector JacK ou entre a recatada mas determinada Dot e Williams, o assistente do Inspector.


Joan Watson (Lucy Liu) e  Sherlock Holmes (Jonny Lee Miller). Sherlock e Watson mudam de Londres para Nova York e do século XIX para o XX, sendo consultores da NYPD. Watson é uma cirurgiã inicialmente contratada pelo pai de Sherlock para acompanhar a desintoxicação das drogas por Sherlock. Jan é asertiva, independente e não é passiva nem submissa como o fora John. Tirando o feitio irascível, o auto-convencimento e a falta de empatia aliados a um acurado poder de observação, os enredos dos episódios nada têm a ver com a obra original de Conan Doyle.


Dr. John H. Watson (Edward Hardwick) e Sherlock Holmes (Jeremy Brett)  - Granada Television


Hercule Poirot (David Suchet), o que melhor me parece "corresponder" ao convencido e por vezes irascível detective particular, apesar da sua capa de mundana simpatia.


a comandante Candice Renoir (Cécile Bois) tem como adjunto o capitão Antoine Dumas (Raphaël Lenglet). Candice é uma mãe divorciada, independente, com sucessivos amantes e quatro filhos traquinas a cargo, que apesar do seu ar de "loura" e da má vontade da comissária, consegue resolver intrincados casos com a ajuda da sua equipa.


inspectora.chefe Jane Tennison (Helen Mirren).  Assertiva,Tennison não procura cair nas boas graças da sua equipa, cuja estima consegue no entanto granjear, num mundo e num meio machistas, contra o qual luta para se impôr


a mulher polícia Jane Tennison, em início de carreira, coadjuva o inspector Stefanie Martini (Sam Reid) em Prime Suspect - Tennison


a detective Angelika "Angie" Flynn (Kristin Lehman) contracena com o sargento Oscar Vega (Louis Ferreira)


 inspector Jimmy Perez (Douglas Henshall)



Miss Marple, a velhinha de ar aparentemente inofensivo, teve várias intérpretes mas as actrizes que me pareceram mais "identificadas"  foram  Geraldine McEwan e Margaret Rutherford


o inspector-chefe Tom Barnaby teve inúmeros sargento-ajudantes ao longo da série


a série envolve a família Reagan cujo patriarca é o comissário Francis Xavier "Frank" Reagan (Tom Selleck) 


Em Portugal foi A Balada de Hill Street


o desajeitado mas perspicaz  tenente-detective Columbo (Peter Falk)


O Polvo (10 temporadas) teve como principal protagonista o comissário Corrado Catanni (Michele Placido), "assassinado" pela Mafia no final da 4ª temporada, a que se seguiu Davide Licata (Vittorio Mezzogiorno), também "assassinado", na 6ª temporada


Nesta violenta série italiana retrata-se  vida e as traições dentro duma "famiglia" da Camorra -  os Savastano - com as manobras ambiciosas dum dos cappos, Ciro Di Marzio (Marco d'Amore) enfrentando a mulher do clã: Donna Imma - Immacolata Savastano - interpretada por Maria Pia Calzone


Raymond « Red » Reddington (James Spader) é um ex-agente secreto norte-americano que se ligou ao mundo do grande crime organizado, e se propõe colaborar com o FBI na entrega duma Lista Negra de criminosos e terroristas, alguns deles infiltrados até aos mais altos escalões no aparelho de Estado dos EUA, pondo como condição trabalhar em equipa com a agente federal Elizabeth Keen aka Masha Rostova (Megan Boone). Trata-se duma série com enormes voltas e reviravoltas, em que o que parece nem sempre é.



OUTRAS SÉRIES




Sem comentários: