Allfabetização

Este postal é - creio - uma fotografia retirada dum dos dois filmes que há dias vi sobre as campanhas de alfabetização, as tais em que eu gostaria de ter participado em Agosto último se ... Esta cena do filme era comovente: uma mulher que até aí não sabia comunicar por escrito, conseguir fazê-lo. A procura das sílabas, o gesto hesitante, o voltar atrás para corrigir ou desenhar melhor a letra !!! Deve ser bestial um tipo descobrir que sabe ler, não achas? (1974)

Escrevivendo e Photoandando

No verão de 1996 resolvi não ir de férias. Não tinha companhia nem dinheiro e não me apetecia ir para o Mindelo. "Fechado" em Setúbal, resolvi escrever um livro de viagens a partir dos meus postais ilustrados que reavera, escritos sobretudo para casa em Luanda ou para a mãe do Rui e da Susana. Finda esta tarefa, o tempo ainda disponível levou me a ler as cartas que reavera [à família] ou estavam em computador e rascunhos ou "abandonos" de outras para recolher mais material, quer para o livro de viagens, quer para outros, com diferente temática.

.

Depois, qual trabalho de Sísifo ou pena de Prometeu, a tarefa foi-se desenvolvendo, pois havia terras onde estivera e que não figuravam na minha produção epistolar. Vai daí, passei a pente fino as minhas fotografias e vários recorte, folhetos e livros de "viagens", para relembrar e assim escrever novas notas. Deste modo o meu "livro" foi crescendo, página sobre página. Pelas minhas fotografias descobri terras onde estivera e juraria a pés juntos que não, mas doutras apenas o nome figura na minha memória; o nome e nada mais. Disso dou por vezes conta nas linhas seguintes.

.

Mas não tendo sido os deuses do Olimpo a impor me este trabalho, é chegada a hora de lhe por termo. Doutras viagens darão conta edições refundidas ou novos livros, se para tal houver tempo e paciência.

VN

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Deambulando por Lisboa (14)

.
História e Percursos na Wikipedia
.
* Victor Nogueira
.
As minhas deambulações por Lisboa ainda não terminaram. Mas hoje, quase véspera de fim de semana, deixo-vos algumas hiperligações sobre esta cidade das muitas e desvairadas gentes, como dizia o poeta (fica sempre bem uma frase terminada assim, embora não me lembre do nome nem tenha a certeza que fosse poeta)
.
Muito bem, metaforicamente falando, saquemos a Wikipedia da sacola. Vão ver que nunca mais saciam o bichinho ou a bichinha da curiosidade. Comecem pela hiperligação imediata.
.
Lisboa
.
Nesta, logo de entrada, encontram um artigo desenvolvido. Mas dois temas são tratados com mais pormenor: História de Lisboa, Lista de património edificado em Lisboa (esta é por municípios do Distrito de Lisboa, portanto não se percam).
.
Se quiserem ver algum bairro em especial, estejam à vontade e escolham na lista denominada Bairros de Lisboa. Têm muito por onde passear, desde os históricos e turísticos, passando pelos mais recentes e podendo até visitar alguns dos chamados bairros de lata. De qualquer modo sugiro Alcântara (Lisboa) , Alfama (bairro), Castelo, Bairro do Arco do Cego, Bairro Alto, Bairro do Alto da Ajuda, Campo de Ourique, Bairro da Encarnação , Estrela (Lisboa), Madragoa , Bairro Madre Deus , Mouraria (bairro). Mas estejam à vontade, há muitos outros, tratados com maior ou menor desenvolvimento. Quem sabe se vocês não podem dar uma ajudinha para melhorar a Wikipedia. Também podem vaguear pelas Freguesias, verbetes pouco desenvolvidos mas onde constam o património edificado com interesse e hiperligações com maior e diversificada informação.
.
Preferem andar menos? Também pode ser, conforme o cardápio: Avenida da Liberdade , Baixa Pombalina ou de Lisboa, Praça do Comércio, Praça do Rossio. Praça dos Restauradores, Praça Afonso de Albuquerque, Chiado, Praça de Entrecampos, Praça de Espanha (Lisboa), Praça da Figueira, Praça do Marquês de Pombal (Lisboa), Parque Eduardo VII.
.
Querem conhecer algumas Ruas de Lisboa ? Este aí atrás é o caminho, embora muito pobrezinho. Mas nada como dar uma olhadela.
.
E pronto, façam uma boa viagem e divirtam-se.

2 comentários:

De Amor e de Terra disse...

Olá Victor, boa noite!
Então hoje estás a ciceronear de modo mais preguiçoso?!
Pois muito bem, irei ver, mas também mais preguiçosamente, ou seja, devegarinho, com muitas paragens pelo meio...
E Obrigada poe todas as informações

Maria Mamede

Lalage disse...

À tua lista falta um bairro de que gosto especialmente: a Graça. Quanto mais não seja, uma visita à Graça é compensada pela vista que se tem sobre a cidade e o rio. Os turistas ultimamente parecem estar a descobrir este bairro operário, mas continuamos a encontrar pessoas castiças.