Allfabetização

Este postal é - creio - uma fotografia retirada dum dos dois filmes que há dias vi sobre as campanhas de alfabetização, as tais em que eu gostaria de ter participado em Agosto último se ... Esta cena do filme era comovente: uma mulher que até aí não sabia comunicar por escrito, conseguir fazê-lo. A procura das sílabas, o gesto hesitante, o voltar atrás para corrigir ou desenhar melhor a letra !!! Deve ser bestial um tipo descobrir que sabe ler, não achas? (1974)

Escrevivendo e Photoandando

No verão de 1996 resolvi não ir de férias. Não tinha companhia nem dinheiro e não me apetecia ir para o Mindelo. "Fechado" em Setúbal, resolvi escrever um livro de viagens a partir dos meus postais ilustrados que reavera, escritos sobretudo para casa em Luanda ou para a mãe do Rui e da Susana. Finda esta tarefa, o tempo ainda disponível levou me a ler as cartas que reavera [à família] ou estavam em computador e rascunhos ou "abandonos" de outras para recolher mais material, quer para o livro de viagens, quer para outros, com diferente temática.

.

Depois, qual trabalho de Sísifo ou pena de Prometeu, a tarefa foi-se desenvolvendo, pois havia terras onde estivera e que não figuravam na minha produção epistolar. Vai daí, passei a pente fino as minhas fotografias e vários recorte, folhetos e livros de "viagens", para relembrar e assim escrever novas notas. Deste modo o meu "livro" foi crescendo, página sobre página. Pelas minhas fotografias descobri terras onde estivera e juraria a pés juntos que não, mas doutras apenas o nome figura na minha memória; o nome e nada mais. Disso dou por vezes conta nas linhas seguintes.

.

Mas não tendo sido os deuses do Olimpo a impor me este trabalho, é chegada a hora de lhe por termo. Doutras viagens darão conta edições refundidas ou novos livros, se para tal houver tempo e paciência.

VN

sábado, 28 de novembro de 2009

Acordei agora cheio de dores de cabeça ...

http://1.bp.blogspot.com/_ePjIFGip98A/SwUCcrbbvzI/AAAAAAAAWgw/hsjKVdXgs2A/s1600/Tempo+2.jpg
.
* Victor Nogueira
.
 2009.11.12
.
Acordei agora cheio de dores de cabeça e tive de ir tomar um comprimido, Resolvi escrever no Word, para ele corrigir automaticamente os meus erros de teclar (carregar nas teclas). Agora (06:54 PT) o dia está a começar, mas não se vê o Sol a nascer porque está nevoeiro no horizonte e as luzes da iluminação pública ainda estão acesas (Elas acendem e apagam automaticamente conforme a claridade do dia). Tudo é silêncio, salvo o barulho das teclas e um ou outro carro que passa lá em baixo na avenida, depois do parque verde (jardim).
.

Tive de novo um pesadelo e acordei cheio de dores na coluna (espinha) e dores no polegar esquerdo e no calcanhar do pé direito. Do pesadelo lembro-me apenas duma parte boa: que me enviavas muitos poemas de poetas húngaros, nos idiomas que leio e percebo embora não fale ou escreva neles. Lembro-me que te dizia que na minha enorme biblioteca não tenho poetas húngaros a não ser talvez em alguma das antologias. Talvez tenha prosa (romances) na minha enorme biblioteca, mas os livros ainda só estão arrumados por assuntos e não ordenados, desde que os tirei dos caixotes quando as obras em minha casa terminaram.
.
Vou deitar-me novamente e quando acordar de novo tenho de tratar de alguns assuntos antes do almoço. À tarde tenho mais assuntos para tratar. Felizmente que já posso conduzir o carro, embora sempre que possa ande muito a pé.
.
Antes de deitar-me tenho de tomar o Lyrica 75 mg (Pregabilina) e tomar o pequeno-almoço. O almoço será língua estufada com arroz. A empregada de limpeza, que se chama Celeste, já tem 68 anos e é de confiança, mas está doente e custa-lhe já trabalhar, mas precisa do dinheiro.  Antes desta esteve cá senhora ucraniana, indicada pelo empreiteiro que fez as obras cá em casa e mãe do encarregado de obras, um jovem ucraniano chamado Yuri, ,mas não falava português e quando precisava de lhe dizer ou explicar alguma coisa eu tinha de telefonar-lhe para ele servir de intérprete entre mim e a mãe.
.
Quando acordar tenho de fazer a barba. A Susana diz que me fica bem mas eu já não gosto e quanto mais crescer mais me custará fazê-la, pois desde sempre que uso máquina eléctrica (Philips), e raramente uso lâminas de barbear (Gillet)
.
.

Sem comentários: